top of page

Cicatrizando

Convivendo com a Fibromialgia e problemas psicoemocionais.

Como disse Juvenal, o poeta romano: “Mens sana in corpore sano” (Mente sã em um corpo sã). Estou aqui buscando exatamente isso. O em busca da minha cura e cicatrizando.com é um veículo que encontrei para externar o que estou sentindo e vivendo. Além do desabafo que ajuda a aliviar, quero mostrar as(os) leitoras(es) que não estão sozinhas(os), sei que ninguém nos compreende, aqui podemos trocar experiências e ajudarmo-nos uma as outras (uns aos outros). Dedique alguns momentos para ler os meus posts e  compartilhar a sua história.

Buscar
  • Foto do escritorTiane d'Souz

Caos.


No dicionário, caos |cáus| é definido na seguinte maneira:

1. Confusão dos elementos antes da criação do universo. 2. [Figurado] Confusão.

3. Desordem. 4. Perturbação. Origem etimológica: latim chaos, -i.


E em sua vida o que seria o caos? Conheço pessoas que acreditam que a paz só vem após o caos, Particularmente eu discordo. Viver o caos, em quaisquer esfera e sentido da palavra é terrível, não à toa que dizemos quando algo está ruim, que a situação está caótica

Se partirmos da 1ª definição, veremos que é uma confusão de elementos antes da criação (do universo), será realmente que a situação precisa ser caótica para haver uma criação/mudança? Claro que acredito que ao nos encontrarmos no caos teremos que mudar, essa não é a questão, na realidade a pergunta deve ser o que fazer para não cair no caos.

Numa análise rápida, as próximas três definições, além de desconfortáveis, vivenciá-las é desesperador. Trazendo para o lado psicoemocional, se estou confusão não saberei o que é melhor, qual é a solução. Ou, se tudo é uma desordem, como sabere3i as prioridade para agir de forma eficiente e eficaz. Que produza e realize, atue como esperado. Desordenado, estou completamente perdido sobre o que fazer sem um "norte", um ponto de partida. E por fim, porém nem um pouco menos importante, perturbação, compreenda bem, (desarranjo, transtorno, alteração e tontura...) são alguns sinônimos. Logo, se um desarranjo também é um mau governo, como terei condições de guiar, direcionar meus passos? Já não compreendo bem as coisas, pois estou transtornada, há alguma alteração dos meus pensamentos, sentimentos, não fazem mais sentido, me desorienta, perdida, "como se tudo tivesse girando e eu caindo" como tontura, vertigem.

E se eu te contar que muitos fibromiálgicos sentem-se assim, num caos. Suas mentes estão em caos, seus sentimentos e emoções, seus corpos... Ao que tudo indica, eu já tinha algumas características da FM (fibromialgia) infantojuvenil, mas naquela época nem "existia" a doença para a medicina, imagine em jovens. Contudo, eu tive o meu divisor de águas, infelizmente foi abuso sexual, como sempre que alguém que você menos espera. Eu realmente acreditava que era "tio", afinal, marido da minha tia e me conhecia desde bebê praticamente. Não sei qual parte foi pior do ocorrido, todavia, após a fuga, fui impedida de denunciar, a velha história da vítima torna-se a vilão. Foi assim que aos poucos a minha mente tornou-se um caos. NÃO ADIANTA FINGIR QUE NÃO ACONTECEU, TENTAR ESQUECER, CRIAR MUROS... Seu subconsciente já registou a informação.

O COMEÇO DO MEU CAOS.

Aos poucos começam os sinais, outra coisa mega ultra hiper importante, a vida não vai parar por tua dor até sarar. Outros momentos virão, os alegre, tensos, afetuosos, ira, paixões, e assim em diante. Você pode criar a maior caixa de Pandora que quiser, um dia ela irá abrir. Infelizmente, não antes de trazer diversos prejuízos e limitações na vida. A minha foi descoberta 17 anos depois da violência sofrida. Sair de um corpo Saudável, para um idosa de 90 anos nos últimos quase 20 anos. Foi um nódulo vocal que tratei, todos normal em callcenter, mas o aperno na garganta continuava. Tendinite, também é comum, após um ataque de estresse na empresa, só vivia deprimida e ansiosa e não sabia, lembra-se que a vida não espera, então divórcio complicado e ameaças de tormar a guarda do meu filho. Some ao desgaste na empresa todos pegando no pé, além de não ter curado o nódulo ainda com dores do pescoço as ambas as mãos. Afastamento por estresse, quando voltei pedi demissão e não foi concedida devido a estabilidade. Suporte por um ano. Para que contamos a minha sogra que íamos casar? Não faço ideia, mas descobri que o diabo existe e você pode escolher ir morar no inferno. Óbvio que não fiquei lá nem um ano, se ele quisesse se enganar com a falsa doença, já não me comovia. Ela conseguiu colocar todos os outros filhos contra mim. Tanto que duas até ameaçaram de morte. e como coisa ruim nunca vem sozinha, morando no mesmo logradouro, sendo minha casa a última, tinha que passar e ouvir todos os tipos de insultos, Fiz vista grossa até a ameaça e um carro jogou o carro para cima de mim, ainda bem que não acertou, também bateria em outros dois carros. Só foi melhorar depois da queixa criminal. Agora a cereja do topo do bolo. Um estranho me perseguiu quando ia para o curso de logística. ainda bem que tinha um batalhão da PM no meio do caminho. eu consegui chegar e o sujeito desviou-se indo por outra rua.


Caos.

Com toda essa briga generalizada, e a perseguição do abusador, atingi o meu máximo, o caos. minha caixa de pandora liberou todos os meus medos e horrores. Tal qual o mito, só ficou presa a esperança. Confesso que até hoje não saiu do caos, Tenho meus altos e baixos, porém agora tenho uma rede de apoio. Será haverá o profissional formado por redes sociais dizendo que não é para todo remédio isso ou aquilo, que viu que (*&¨%¨&$%#) é melhor. Ou para dizer, nem parece, você está tão bem. NÃO SE ILUDA, ATÉ QUEM MAIS TE AMA VAI DUVIDAR ATÉ ENTENDER, OU LARGAR POR NÃO SER AMOR VERDADEIRO.

Alguns exemplos que ouvi de pessoas que me conheciam bem e nem tentaram entender:

  • É dengo, isso sempre foi dengosa. (ainda ouvi ISSO, ESSA COISA);

  • Manha menina, olha pra ela, não tem nada;

  • Isso é preguiça;

  • Só pra chamar atenção;

  • Se não quer ajudar diga, agora fica fingindo;

  • Eu tenho (....) e faço tudo;

  • Não pode se entregar a doença não;

  • Na minha época acabava com uma surra;

  • Tudo nela dói mais...

Dentre outros absurdos, tente não desacreditar em você, é o que estou tentando, só mas um dia. Minha psicóloga diz se orgulhar muito por eu internalizar isso sempre. Não é fácil e nem sempre você terá forças para seguir. Perdi as contas de quantas vezes pensei em dar um fim de maneira "mais fácil", aí lembro porquê e por quem estou aqui, lembro de todo os esforços conjunto daqueles que me amam, me apoiam, a minha psicóloga maravilhosa, Cris te amo, kkkkk. Confesso que ainda não conseguir achar a esperança na minha caixa, Porém consegui enfrentar alguns "demônios" e horrores. Não é fácil sentir-se inútil, incapaz, improdutiva, inválida... Costumo dizer que minha idade cronológica não condiz com a minha capacidade laboral. Tenho praticamente todos os sintomas da FM, Não sei se virá a qualidade de vida, quiçá uma cura milagrosa, já que não há na medicina.

Contudo serviu como seleção de quem me ama, dos que só queriam o que eu proporcionava, e assim como meus amados se esforçam para que eu não me sinta um fardo (não está funcionando), eu devo me esforçar por eles, em breve, por mim.

Tiane d'Souz


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page